PORTES

são tantos
poemas
suportando
a vida...

mas minha
vontade
é mais
nada:

coração,
silêncio,
mar,
alma.

me mostras o livro,
eu quero a deusa.
eu quero algo
que não comporte.

(Guebo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário