ENCONTRO (II)

amei
cada movimento
seu

os dedos
as mãos nas
minhas costas

tão leves
subiam e desciam
por minhas pernas

os seios por cima
dependurados
os mamilos

nos meus
na barriga
no queixo

seu cheiro
seus fios
seu peso

até que a boca
aberta senda
no escuro

lábios e línguas
no nosso
espaço

o abraço
todo
desejo

de dois
ocupando
o mesmo

corpos
à vontade
correndo

o desejo
do único
pulso

dentro
almas
juntas

duas
se amando
num

e o amor
sendo
um

gozo
o mesmo
encontro.

(Guebo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário