PERMISSÃO

Numa cabana no meio do mato
A lã não pesa ao carneiro
Nem minha essência ao escuro
Dentro da luz das estrelas.

Coragem é permissão
Para desbravar a mata
E entrar na escuridão.

Aos animais, devoção.
À terra, segredo.
À água, miragem.

(Guebo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário