SER ÁRVORE (II)


Nutrir-me de terra, sol, ar, água e éter.
Trocar com minerais, animais e outras plantas.

Fortalecer-me até tornar-me quem doa
Sombra, flores, perfume, frutos.

Permitir que se alinhem as frequências irmãs
E que órbitas se formem ao meu redor.

Receber aves: pousos, voos, voltas.
Observá-las cantarem, comerem
E fazerem seus ninhos.

(Guebo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário